23 de fevereiro de 2011

transformações químicas

É conhecida a relação que as mulheres têm com as máquinas. Eu, que não gosto de estereotipar, posso afirmar que a minha relação com tudo o que seja mecânico é puramente funcional. No entanto, nem sempre funciona. Embora nunca me tenha dado para abrir e desmontar as peças (muitas vezes), acho sempre que as máquinas podem ter utilidades para além do que é óbvio. Mas a física e a química são ciências para além do óbvio e a máquina de batidos não dá mesmo para bater claras em castelo, garanto-vos.


“Já deves ter observado cozinheiros a bater claras em castelo. O que acontece neste caso, é uma transformação química por acção mecânica. Este tipo de transformação pode ocorrer por fricção, sendo um exemplo o acender de um fósforo, ou por choque, como no caso da nitroglicerina, substância líquida muito instável que quando se atira uma gota ao chão, esta explode.”

13 comentários:

El Matador disse...

Esquece as máquinas. As coisas feitas à mão têm outro sabor.

Tulipa disse...

tens razão matador :)

Catarina Reis disse...

Como não dá?!!! E só agora é que avisas Tulipa...
Beijos

Tulipa disse...

É verdade Catarina, só agora é que descobri ;))) Beijos

Malena disse...

Eu sou do piorio com máquinas! Sou capaz de as declarar avariadas e imprestáveis sem verificar que não estão ligadas à corrente!! ;)

Tulipa disse...

Malena, como eu te compreendo :)

Rafeiro Perfumado disse...

Eu tenho uma relação afectiva com o meu computador, serei normal? ;)

Tulipa disse...

Eu com o computador em si não tenho, mas tenho com o que está lá dentro e acho que sou normal :) por isso acho que tu tb deves ser :)

ANTIFALSIDADES disse...

Já a minha relação com as máquinas é óptima. Em contrapartida não sei por ex. o que são claras em castelo...:)

Tulipa disse...

:) ainda vais a tempo de conhecer

Otário disse...

haha lembrou-me o Ruca, o desenho animado. o Ruca por vezes tem alturas em que, como criança inexperiente, tem as mais loucas experiências... e colocar claras numa máquina de batidos não é para qualquer um... saudações! ;)

Tulipa disse...

Olá Otário, parece-me que somos 2 ;)

taio disse...

interesant