10 de março de 2011

Sublimação

Fui ver o discurso do rei, e o filme até se vê bem. É sobre um rei gago. Mas o mais importante do filme para mim foi aquela mensagem que passa em que o terapeuta que não era diplomado mas que era terapeuta, ao contrário dos terapeutas que têm diploma e são chamados os doutores, consegue estabelecer uma relação de intimidade com uma pessoa que não sabia bem como isso se fazia. E depois no fim, com algumas técnicas, o rei consegue fazer um discurso sem gaguejar. Eu gosto de contar os finais dos filmes. Sim, e acho que se devia apostar mais em filmes baseados em histórias verídicas.

12 comentários:

Tilida5ever Design-ROSINHA disse...

Eu gostei do filme...

Tulipa disse...

Eu também... :)

El Matador disse...

Devias avisar que o post continha spoilers, grrrr

Tulipa disse...

Calma Matador!! Eu não contei que morrem os dois no final, heheheheh!!!

Catarina Reis disse...

Um bom filme sem dúvida e um óptimo resumo/comentário. Bjs

Tulipa disse...

Boa semana catarina! Bjs

Rafeiro Perfumado disse...

Vá lá, não disseste que a cena mais chocante foi quando o cão foi atropelado, por culpa dele.

- Na...Na... Na... Na... (PUMBA) Não atravesses!

Tulipa disse...

Opá rafeiro! Não vale contar tudo! hehehe

Rafeiro Perfumado disse...

Este blog ficou gago? É a mesma coisa do que quando cá vim a última vez! ;)

Tulipa disse...

A dona por acaso até que gagueja um bocadinho, e neste momento accionou o repeat:)
beijos

Malena disse...

Gostei imenso do filme e, fundamentalmente, desse aspecto humano que liga o rei e o terapeuta. Carinho, dedicação e persistência podem fazer milagres... :)

Tulipa disse...

É Malena, a cura está na relação. bjs