28 de abril de 2010

A tristeza e as inquietações que nos ruminam são como uma cadeira de baloiço, entretêm-nos mas não nos tiram do mesmo sítio.

17 comentários:

El Matador disse...

Bem visto. Marcar passo não tá com nada.

Catarina Reis disse...

É verdade, as tristezas e inquietações podem entreter-nos o pensamento, tirar-nos o sono... cabe a cada um, lutar e partir para outro lugar, de preferência bem alegre.
Bjs Catarina

Marquês de Sade disse...

Não podia concordar mais...
Bjinho

Tulipa disse...

Matador, não tá mesmo com nada.

Catarina, tristezas não levam a lado nenhum ;)


Marquês, welcome back!

Spark disse...

Consigo combater sempre a tristeza com um sorriso. :)

Já dizia Charlie Chaplin: “Estou sempre alegre e essa é a melhor maneira de resolver os problemas da vida.”

Beijinhos

Tulipa disse...

Spark, estás no bom caminho ;)

Diogo disse...

Pensamento giro. Nice blog.

Tulipa disse...

Bem-vindo Diogo!

Manuela Santos disse...

Olá Tulipa,
Estás com toda a razão! Sou bastante inquieta para ficar a baloiçar tristezas e inquietações, gosto mais de as dissipar com exercícios mais activos.
Bj,
Manuela

Tulipa disse...

Manuela, quanto mais actividade melhor! Kiss

Rafeiro Perfumado disse...

"Inquietações que nos ruminam" faz-me pensar em vacas, achas normal?

Tulipa disse...

Estás a chamar-me nomes rafeiro??? ;)

Rafeiro Perfumado disse...

Nunca na vida! Antes cair de um oitavo andar e arrastar-me outra vez até ao topo para me lançar novamente!

Tulipa disse...

ha ok! Então acho que é normal! ;)

Meio Cheio disse...

Por isso é que temos que colocar os pés no chão...para sermos nós a comandar o baloiço e não o contrário =)*

Tulipa disse...

Bem visto Meio Cheio!

Luis Baptista disse...

No máximo fazem-nos cair se abusarmos delas...